Teerã, 21 fev (EFE).- O presidente do Parlamento iraniano, Ali Larijani, pediu hoje ao presidente dos Estados Unidos que corrija as políticas equivocadas da secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

Em declarações divulgadas pela agência de notícias "Ilna", o político iraniano afirmou que a chefe da diplomacia americana não renunciou aos seus ideias durante a campanha eleitoral e que sua conduta "põe em risco" os interesses dos Estados Unidos.

"As grandes manifestações de 11 de fevereiro desmontaram as conspirações americanas e as autoridades desse país viajaram à região para mostrar seu poder artificial", afirmou.

"Esta política abusiva pode ter efeito na Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), mas eles devem saber que não mudarão a determinação da nação iraniana", acrescentou.

Dias atrás, durante uma visita ao Catar, Hillary afirmou que o Irã "caminha" para se tornar "uma ditadura" militar. EFE jm/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.