Paris simulará venda de escravos para protestar contra o tráfico de humanos

Um alerta contra a crescente prática do tráfico de pessoas na Europa será feito neste sábado, em Paris, por diversas organizações que simularão uma venda de escravos por ocasião do segundo Dia Europeu de Luta contra o Tráfico de Seres Humanos.

AFP |

Todos os anos de 800.000 a 2,4 milhões de pessoas são vítimas desse crime com fins de exploração sexual, trabalho forçado ou para tráfico de órgãos, o que gera uma cifra de negócios anual de 27 bilhões de euros, segundo estimativas da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Na Europa, este fenômeno afetaria entre 100.000 e 200.000 pessoas, que, na maioria dos casos, são exploradas sexualmente, segundo estimativas internacionais.

O fluxo desse tipo de tráfico nos últimos anos se deslocou da Ásia para a Europa do Leste, e os países de destino das vítimas são os da Europa Ocidental. Outra rota de origem é a África e os países do Magreb.

O dia de sábado tem por objetivo sensibilizar a opinião pública na França e nos outros países europeus sobre a gravidade do problema, que atinge principalmente as crianças e os adultos jovens, segundo explicou o porta-voz da ONG Socorro Católico-Cáritas.

Para mostrar em toda sua crueldade o que significa o comércio de seres humanos, será organizada, com a participação de atores, uma simulação de "venda de escravos" bem no centro de Paris.

il/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG