Paris nega pagamento de resgate para a libertação de Ingrid Betancourt

A França afirmou nesta sexta-feira que não pagou qualquer resgate à guerrilha das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) pela libertação de Ingrid Betancourt, ocorrida quarta-feira durante uma operação do exército colombiano.

AFP |

"A resposta é muito simples: "não", declarou o porta-voz do ministério dos Assuntos Estrangeiros, Eric Chevallier.

"Não tendo sidos associados a esta operação, não estivemos associados a estas modalidades de financiamento, se é que houve alguma modalidade de financiamento", acrescentou em entrevista à imprensa.

Segundo a Rádio Suisse Romande (RSS), dirigentes da guerrilha das Farc teriam conseguido US$ 20 milhões pela libertação de 15 reféns, entre elas a franco-colombiana Ingrid Betancourt, e a operação do exército teria sido "uma encenação".

"Os 15 reféns foram na verdade comprados por um preço muito alto e, depois, a operação foi encenada", indicou a rádio pública, citando uma fonte próxima aos fatos.

Betancourt deve chegar nesta sexta-feira a Paris depois de seis anos de cativeiro com as Farc.

Responsáveis franceses já haviam indicado que Paris não teve envolvimento na operação de libertação dos reféns.

ial-abm/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG