O secretário de Estado francês dos Transportes, Dominique Bussereau, afirmou neste domingo que por enquanto não se pode privilegiar nenhuma das hipóteses na investigação sobre o desaparecimento do avião da Air France, mas os dois corpos encontrados podem ajudar mais nesta missão.

"Desintegração em voo, choque ou impacto contra a superfície do oceano, por enquanto, não existe nenhuma indicação que permita privilegiar uma ou outra hipótese", indicou Bussereau à emissora de rádio RTL, um dia depois da FAB (Força Aérea Brasileira) ter encontrado vários destroços e dois corpos no mar.

O escritório francês de Investigação e Análise (BEA por suas siglas em francês), encarregado deste caso, está investigando um possível problema nas sondas anemométricas nos aviões A330, cuja substituição foi acelerada pelo fabricante de avião Airbus.

"Imaginemos que houve uma falha dessas sondas, não somente com esta falha podemos explicar o problema do desaparecimento do voo AF447", considerou a autoridade francesa.

"Na verdade, hoje ainda não sabemos nada. Então, por enquanto, não podemos privilegiar nenhuma hipótese", disse Bussereau.

"A novidade é que foram encontrados os destroços, o que nos permitirá, se for confirmado, investigar mais", acrescentou.

dep/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.