Miami, 9 jul (EFE).- Paris Hilton compareceu hoje a um tribunal de Miami, onde teve início seu julgamento por um suposto descumprimento de contrato, apresentado por uma produtora cinematográfica, que pede mais de US$ 8 milhões como compensação.

A Worldwide Entertainment Group (WEG) acusa Paris de não promover suficientemente o filme, protagonizada por ela, "National Lampoon's Pledge This".

A célebre herdeira do império Hilton, com um vestido preto e branco, compareceu ao tribunal presidido pelo juiz Federico Moreno acompanhada por seus advogados.

Fontes judiciais informaram que Paris será chamada à tribuna na sexta-feira.

Meses antes do início do julgamento, Paris declarou que fez tudo o que pode para promover o filme, incluindo mencioná-lo em todos os "tapetes vermelhos" dos eventos aos quais participou.

Os advogados da ação afirmam que no dia 3 de junho de 2004 foi assinado um contrato com a Paris Hilton Entertainment, Inc. (Phei) e com a própria Paris, para a produção e distribuição do filme.

A Phei, que recebeu US$ 1 milhão, concordou em fornecer os serviços de atuação de Paris, de 28 anos, e garantir que ela fornecesse um serviço "razoável" de divulgação e publicidade do filme, de acordo com o documento do processo, o qual a Agência Efe teve acesso.

Antes e depois da divulgação do filme no mercado americano, a WEG solicitou a Phei e a Paris que cumprissem com suas obrigações de divulgação, entre as quais estavam participar de vários programas de televisão e conceder entrevistas tanto pessoalmente, quanto por telefone.

Paris compareceu em maio a uma das audiências preliminares do caso e se defendeu das acusações.

"Em todas as oportunidades que tive, sempre divulguei o filme.

Fiz tudo o que pude", ressaltou.

Quando o advogado da ação perguntou, na ocasião, por que a jovem não atendia as ligações telefônicas, Paris respondeu que perdia seu telefone com frequência e que, por isso, tinha que comprar um a cada duas semanas.

Também não pôde fornecer ao juiz Moreno uma agenda para comprovar onde tinha estado divulgando o filme.

"Para saber onde estive, coloque meu nome no 'Google'", respondeu a jovem. EFE sob/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.