Parentes pedem investigação criminal de acidente com avião da Air France

São Paulo, 26 ago (EFE).- Familiares das vítimas brasileiras do voo AF447 da Air France que caiu na noite do dia 31 de maio no Oceano Atlântico quando viajava entre Rio de Janeiro e Paris anunciaram hoje que pedirão uma investigação criminal contra os possíveis responsáveis pelo acidente.

EFE |

A Associação de Familiares das Vítimas do Voo Air France 447 comunicou que entrará com um processo ainda nesta semana na Procuradoria Geral da República, informou a Agência Brasil.

O Airbus A330-200 da companhia aérea francesa caiu no Atlântico com 228 pessoas de 32 nacionalidades a bordo, 58 delas brasileiras.

O diretor da associação, Nelson Marinho, destacou que, até agora, todas as investigações estão a cargo de autoridades francesas.

"Estamos pedindo às autoridades brasileiras para que acompanhem essas investigações (na França) e criminalizem os responsáveis, porque houve um crime", disse Marinho.

A associação entregou cópias do pedido de abertura de investigação à Presidência, ao Ministério das Relações Exteriores, à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), ao Congresso e à embaixada da França no Brasil.

Marinho também lamentou o anúncio feito em 20 de agosto pelas autoridades francesas, quando deram por finalizadas, sem sucesso, as buscas pelas caixas-pretas do aparelho.

Do total de vítimas, foram recuperados e identificados os restos mortais de apenas 50 ocupantes. EFE az/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG