Parentes e seguidores de Zelaya pernoitam em estrada para a Nicarágua

TEGUCIGALPA - Parentes do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, passam a noite na estrada que vai de Tegucigalpa à fronteira com a Nicarágua, informou à Agência Efe o líder camponês Rafael Alegria.

EFE |

Alegria, que faz parte da frente de resistência popular que exige a restituição de Zelaya no poder, disse que a primeira-dama, Xiomara Castro, e a mãe do governante deposto, Hortensia Rosales, fazem parte de um grupo de quase 500 pessoas que pernoitam na estrada.

Hortensia Zelaya, filha do presidente deposto, também está no grupo, acrescentou Alegria. "Estamos retidos em Arenal, perto da cidade de Danlí, com toque de recolher, mas a resistência segue", disse o líder camponês.

AP
Cercado por partidários, Zelaya fala ao telefone ao chegar a Las Manos

Cercado por partidários, Zelaya fala ao telefone ao chegar a Las Manos

Segundo Alegria, o grupo segue viagem neste sábado às 6h locais (9h de Brasília) rumo à fronteira com a Nicarágua, e que se "mantém firme a entrada do presidente Zelaya", embora o Governo do novo chefe de Estado hondurenho, Roberto Micheletti, tenha anunciado nesta sexta-feira que o toque de recolher começa amanhã às 6h locais.

"Não sabemos quando, mas o presidente está disposto a permanecer o tempo necessário na Nicarágua para ingressar em Honduras", ressaltou Alegria.

Hoje, Zelaya esperou sua família na passagem fronteiriça de Los Manos, mas a primeira-dama e os demais parentes ficaram retidos pelos militares. "Aqui vamos passar a noite, com fogueiras e música, porque aqui ninguém se rende", afirmou Alegria.

Leia também:


Leia mais sobre: Honduras

    Leia tudo sobre: hondurasmanuel zelayaroberto micheletti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG