Parentes e amigos se despedem de brasileira assassinada na Espanha

VIGO - Cerca de cem pessoas compareceram ao enterro da jovem brasileira Aelica da Costa, de 25 anos, supostamente assassinada pelo marido no último domingo na cidade de Vigo, na Espanha.

EFE |

Antes de ser sepultada, a família se despediu da jovem com um ritual evangélico, rezando uma pequena oração e entoando um cântico. Um porta-voz da família agradeceu publicamente as mostras de carinho e apoio recebidas desde domingo, entre elas as dos representantes do governo regional.

Ao enterro também compareceram brasileiros que moram em Vigo. Segundo fontes policiais, Aelica da Costa morreu no domingo dentro de seu apartamento ao ser atingida por um tijolo que foi encontrado no local do crime.

A agressão foi presenciada pelos dois filhos da brasileira, de 3 e 4 anos, que foram à casa de uma vizinha para pedir ajuda. O suposto assassino da jovem, o também brasileiro Manuel D.D.S., de 44 anos, depôs hoje em Vigo perante uma juíza e na presença de um intérprete.

A juíza decretou a prisão preventiva de Manuel por suposto crime de assassinato e segredo de sumário para este caso, e enviou o acusado à prisão comunicada e sem fiança, explicaram fontes judiciais.

Inicialmente, o delito do qual Manuel D.D.S. é acusado é assassinato, mas a qualificação jurídica poderia ser alterada à medida que o caso avança.

Leia mais sobre Espanha

    Leia tudo sobre: espanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG