Sarajevo, 10 fev (EFE).- A Eufor, missão militar europeia na Bósnia, revistou hoje duas casas de parentes do ex-general Ratko Mladic, acusado de crimes na guerra da Bósnia (1992-1995), nos arredores de Sarajevo, em busca de informações sobre seu paradeiro.

Segundo a Eufor, as operações foram realizadas nas cidades de Kasindol e Vojkovici, a pedido do Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII).

Os soldados revistaram as casas de uma irmã e de uma cunhada do ex-chefe militar dos servo-bósnios.

A Eufor, que tem o apoio do quartel da Otan em Sarajevo, disse que durante a revista localizou informação que poderia dar pistas sobre o paradeiro de Mladic.

Mladic, que se esconde há 13 anos, é acusado pelo TPII de genocídio e outros crimes cometidos durante a guerra bósnia (1992-1995) .

Sua captura e extradição é a condição crucial para tentar uma a aproximação da Bósnia e da Sérvia à UE. EFE nh/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.