Parentes de Betancourt dizem que vivem melhor momento de suas vidas

Bogotá, 3 jul (EFE) - Os parentes da libertada ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt afirmaram hoje, após visitar a urna na qual repousam as cinzas do pai da ex-refém das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que reencontrá-la foi um dos momentos mais felizes de suas vidas. Yolanda Pulecio, mãe de Betancourt, assegurou à imprensa que vive os momentos mais alegres de sua existência, só comparáveis com o nascimento das duas filhas. Eu achava tudo tão difícil e tinha sofrido tanto. É uma felicidade tão grande que só posso comparar com o dia no qual nasceram minhas filhas.

EFE |

Estou tão feliz e agora sou absolutamente feliz por ter as duas e ver Ingrid com seus filhos", disse.

Por sua vez, a irmã da franco-colombiana, Astrid Betancourt, disse que quer compartilhar "com todo o mundo" a felicidade que sua família sente pelo resgate de Betancourt por um comando do Exército que se infiltrou no Secretariado das Farc para resgatar 15 reféns.

"Quero compartilhar com todas as pessoas que sofreram conosco todos estes anos esta alegria que nos invade e que é de todos os colombianos e do mundo inteiro", destacou.

As declarações dos parentes foram feitas depois de ir à capela de Cristo Rei para visitar a urna na qual se encontram as cinzas do pai da ex-candidata presidencial colombiana nas eleições de 2002, Gabriel Betancourt.

Ele foi ex-ministro da Educação e ex-embaixador colombiano perante a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Astrid lembrou que um de seus filhos desenhou, "há um tempo", quando tinha três anos, um helicóptero no qual sua irmã seria resgatada, como aconteceu nesta quarta-feira em uma região selvática do sul da Colômbia.

"Ninguém sabia que iríamos a Cristo Rei para ver as cinzas do meu papai e quando as pessoas, na rua, começaram a ver Ingrid, foi impressionante, a cara de felicidade de todo o mundo, a cara de alegria, de admiração", acrescentou.

Astrid chegou hoje de manhã à Colômbia junto ao chanceler francês, Bernard Kouchner, e aos filhos da ex-candidata, Lorenzo e Melanie, entre outras personalidades, para o reencontro com Betancourt, que permaneceu mais de seis anos em poder das Farc. EFE fer/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG