Parentes atacam hospital onde possível vítima da gripe morreu

Pequim, 2 jul (EFE).- Os parentes de uma mulher que pode ser a primeira vítima fatal da gripe suína na China invadiram hoje o hospital onde ela morreu e causaram danos nas instalações, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

EFE |

Mais de 20 parentes da vítima entraram nas instalações do hospital em Xiaoshan, na província de Zhejiang, e quebraram os vidros da porta de acesso ao edifício, além de apedrejar uma ambulância.

A vítima tinha sido internada em 23 de junho com sintomas gripais, como tosse e febre, mas, durante a semana passada, teria apresentado uma leve melhora já que sua temperatura corporal tinha normalizado.

A mulher, de 34 anos, foi encontrada morta no banheiro do hospital.

Tanto a Polícia quanto as autoridades sanitárias estão investigado se, como afirmam os parentes, a vítima morreu por causa de um excesso de descargas elétricas.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE scf/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG