Parceira dos Jogos, Volks pede à China que abra sociedade

HAMBURGO, Alemanha (Reuters) - A Volkswagen, primeira montadora de automóveis estrangeira a ingressar no mercado chinês e patrocinadora da Olimpíada de Pequim, pediu nesta quinta-feira ao governo da China que abrace o espírito dos Jogos Olímpicos. A Olimpíada oferece à China e ao povo chinês uma oportunidade única não apenas de continuar seu desenvolvimento econômico, mas acima de tudo de abrir ainda mais sua sociedade, disse a acionistas o presidente-executivo, Martin Winterkorn, durante reunião anual da Volks.

Reuters |

'Nós esperamos e acreditamos firmemente que nossos parceiros chineses vão aproveitar esta oportunidade única.'

O empresário disse que a Volkswagen havia destacado essa questão em conversas com autoridades chinesas.

Segunda maior montadora de veículos no mercado chinês, atrás da rival norte-americana General Motors, a Volkswagen decidiu em junho de 2004 tornar-se patrocinadora dos Jogos de Pequim e ainda deu o nome de 'Programa Olímpico' à restruturação de suas duas joint ventures na China.

Os Jogos de Pequim tornaram-se um desastre nas relações públicas para a China após os incidentes de violência no Tibet, no mês passado, que despertaram uma série de protestos no Ocidente durante o revezamento internacional da tocha olímpica.

(Reportagem de Christiaan Hetzner)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG