Paraguai: Lino Oviedo afirma que vencerá no domingo

O general Lino Oviedo está certo de sua vitória no próximo domingo, nas eleições presidenciais paraguaias, disse o próprio militar da reserva à AFP.

AFP |

"Percorri quase todas as cidades e distritos do país e confio plenamente em nossa vitória", disse Oviedo, candidato do partido União Nacional de Cidadãos Éticos (Unace).

Oviedo, que ocupa a segunda posição nas pesquisas, atrás do ex-bispo (de esquerda) Fernando Lugo, disse que seu partido treinou cerca de 90 mil pessoas para vigiar o processo eleitoral.

"A verdadeira batalha começa no sábado. Não dormiremos até que se conheçam os resultados", disse Oviedo sobre os boatos de fraude para favorecer a candidata do Partido Colorado (governo), a ex-ministra da Educação Blanca Ovelar.

O general da reserva revelou que visitou 260 cidades nos últimos 10 dias, enfrentando chuva, frio e calor, além de "pouquíssimas horas de sono".

"Estou certo de que nenhum outro candidato enfrentou uma maratona como essa. Fiz isso a pedido do povo, que queria ouvir minha proposta de trabalho (...) e minha promessa de combater frontalmente a corrupção".

"Nosso povo tão ignorado por 60 anos pela administração colorada, agora tem finalmente em suas mãos a responsabilidade de fazer a mudança histórica de que tanto falam".

"Meu governo não representará apenas a mudança do presidente, será uma mudança para o desenvolvimento, com ordem e disciplina, baseada em 7 projetos que vão tirar o povo da miséria e da tristeza".

Oviedo também falou da "integração responsável" do Mercosul e criticou com veemência "a ingerência externa do presidente venezuelano, Hugo Chávez, que apóia Fernando Lugo".

"Temos informações seguras de que o governo da Venezuela tem participação direta na campanha do candidato Fernando Lugo".

"O governador do estado do Paraná, Roberto Requião, também enviou seu assessor de comunicações, Airton Pisetti, para ajudar Lugo".

"Esta forma obscura de intromissão nos assuntos internos de outro Estado demonstra, mais uma vez, que nossa soberania está sofrendo um ataque internacional".

hro/LR/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG