Paraguai incinera 8,9 toneladas de maconha

Assunção, 10 fev (EFE).- A Polícia paraguaia, com apoio das Forças Armadas, incinerou 8,9 toneladas de maconha, equivalentes a 400 hectares dessa droga, em operações que incluem dois departamentos (estados) na fronteira com o Brasil, anunciou hoje o ministro do Interior, Rafael Filizzola.

EFE |

Segundo ele, a maconha foi apreendida durante operações iniciadas há quatro semanas para combater um grupo denominado Exército do Povo Paraguaio (EPP), que atacou um posto em Tacuatí, no departamento de San Pedro, na região central do país.

A operação ainda abrange os departamentos de Concepción e Canindeyú, ambos na fronteira com o Brasil.

Segundo o Governo paraguaio, a droga era avaliada em US$ 12 milhões e ainda foram confiscados 13 veículos, armas de fogo destruição e máquinas usadas para prensar a erva, em 15 acampamentos.

Filizzola, que acompanhou hoje o chefe de Estado, Fernando Lugo, em sua entrevista coletiva semanal, acrescentou que 32 pessoas foram detidas, muitas delas já com ordens de busca e captura por diversos crimes.

No domingo, funcionários da alfândega paraguaia, apoiados pela Polícia, apreenderam cerca de 7 mil caixas de cigarros dentro de um depósito clandestino em Pindoty Porá, em Canindeyú, na fronteira com Mato Grosso do Sul.

Durante a coletiva, Lugo afirmou que a carga de cigarros iria "atravessar a fronteira para ser comercializada ilegalmente no Brasil". EFE lb/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG