Assunção, 12 mai (EFE).- As autoridades sanitárias do Paraguai informaram hoje que duas pessoas recém-chegadas dos Estados Unidos foram isoladas pela suspeita de ter gripe suína.

Segundo Ivan Allende, diretor de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, são duas mulheres que chegaram de Nova York nos dias 8 e 11, respectivamente. Elas estão de quarentena em casa.

"Nenhum destes casos suspeitos apresentou sintomas de infecção respiratória aguda. A ideia é detectar a introdução prévia do novo subtipo para poder estabelecer intervenções de bloqueio", explicou Allende, acrescentando que os resultados saem em uma semana.

O Governo paraguaio decretou estado de emergência sanitária no último dia 5 por conta do alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS) pela propagação do surto do vírus, mas até agora não há nenhum caso no país.

O Paraguai só tem voos diretos para Argentina, Brasil e Uruguai, e as conexões aéreas com México e Estados Unidos são feitas com paradas em Peru e Chile.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE rg/dp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.