Roma, 13 jun (EFE).- A atriz italiana Ornella Mutti foi nomeada madrinha da tradicional Parada do Orgulho Gay de Roma, que acontece hoje, na qual não faltaram alusões ao primeiro-ministro, Silvio Berlusconi, e seus escândalos.

O desfile contou com 20 carros alegóricos que saíram pelas ruas da capital italiana, no percurso que vai da Praça da República até a Praça Navona, finalizada por Mutti, encarregada de cortar a fita que fecha a Parada e dá início às festas na cidade.

A atriz será, além disso, protagonista da festa organizada pela associação homossexual "Circolo Mario Mieli", que acontecerá hoje à noite, a partir das 23h30 (19h30, horário de Brasília), em uma popular discoteca de Roma.

A manifestação contou com a presença de dezenas de milhares de pessoas, segundo a imprensa italiana. Muitas delas desfilaram com camisetas com a mensagem "My name is Noemi" (Meu nome é Noemi), em referência à jovem Noemí Letizia, cuja festa de aniversário causou a separação de Berlusconi.

O primeiro-ministro participou da manifestação, que teve o lema "Livres todos, livres todas" e exigiu aos políticos italianos o reconhecimento dos casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

A ex-deputada transexual do partido Refundação Comunista (PRC) Vladimir Luxuria, ativista da causa homossexual na Itália, encabeçou a manifestação, na qual não faltaram alusões ao Vaticano e ao papa Bento XVI. EFE mcs/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.