Para Washington, ONU autorizou ataques aéreos contra piratas somalis

Os Estados Unidos consideram que a resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre a pirataria na Somália, adotada na véspera, autoriza ataques aéreos a piratas no território somali, revelou nesta quarta-feira o departamento de Estado.

AFP |

"A resolução 1851 autoriza os Estados que cooperam com o governo de transição somali a ampliar seus esforços contra a pirataria com operações em terra e no espaço aéreo da Somália", disse a Secretaria de Estado americana em um comunicado.

Os 15 membros do Conselho aprovaram na terça-feira, por unanimidade, uma nova resolução, autorizando por um ano operações internacionais sobre o território da Somália, com o aval do governo de transição em Mogadíscio.

Mas ao contrário do projeto precedente, a versão final da resolução 1851 não inclui, de forma explícita, a possibilidade de utilizar o espaço aéreo somali.

"A resolução pede aos países que criem um mecanismo internacional de cooperação que sirva de base às atividades contra a pirataria na Somália", destaca o comunicado do departamento de Estado.

¨Pensamos que esta resolução representa um avanço importante para os esforços da comunidade internacional visando suprimir e prevenir os atos de pirataria ao largo da Somália".

sl/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG