Líderes da Otan, reunidos em Lisboa, se comprometeram a iniciar em 2011 a transferência da segurança para Exército afegão

O plano de retirada das tropas da Otan do Afeganistão, decidido no fim de semana em Lisboa, é um "sinal de fracasso" para os Estados Unidos, afirmaram neste domingo os talibãs em uma mensagem divulgada pela internet.

Presidente afegão, Hamid Karzai, durante reunião, em Lisboa, que selou acordo para saída progressiva das tropas
Associated Press
Presidente afegão, Hamid Karzai, durante reunião, em Lisboa, que selou acordo para saída progressiva das tropas

"O acordo de Lisboa demonstra que os Estados Unidos não conseguiram obter uma assistência militar adicional da parte dos outros membros da Otan", afirma o comunicado dos talibãs.

"São boas notícias para os afegãos e para os que amam a liberdade no mundo e um sinal de fracasso para o governo americano", completa o texto, que tem como título "Resposta do Emirato Islâmico do Afeganistão à reunião de Lisboa".

Os líderes da Otan, reunidos em Lisboa , se comprometeram a iniciar em 2011 a transferência de responsabilidades de segurança à polícia e ao Exército afegãos, um processo que deve ser concluído em 2014.

Os talibãs pediram novamente a retirada imediata das tropas estrangeiras, afirmando que fixar o prazo para 2014 é uma "decisão irracional" que prolonga "uma guerra sem sentido".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.