Para general americano, conversas com talibãs pode melhorar segurança afegã

Washington, 8 out (EFE).- O general David Petraeus, novo chefe do Comando Conjunto Central das Forças Armadas americanas, disse hoje que negociações com os talibãs poderiam abrir caminho para a diminuição da violência no Afeganistão.

EFE |

"Se há pessoas dispostas a se reconciliarem (com o Governo), então isso seria um passo positivo em algumas dessas áreas mergulhadas em uma espiral" de violência, afirmou.

Em uma conferência na Heritage Foundation, Petraeus disse que há tentativas para a abertura de um diálogo com os talibãs e que os Estados Unidos devem estar preparados para falar com seus inimigos.

O general explicou que o presidente afegão, Hamid Karzai, pediu à Arábia Saudita que facilite o diálogo com os talibãs, e que também existem "algumas atividades locais" neste sentido.

"O crucial é ter certeza de que tudo isto é feito com total coordenação, com o completo apoio do Governo afegão e do presidente Karzai", disse o militar.

"Atualmente, venho tentando evitar os campos minados e não cometer um erro, mas, sim, acho que devem falar com os inimigos", acrescentou Petraeus, que ressaltou não ter interesse em interferir nos assuntos domésticos de outros países.

O general assumirá em 31 de outubro sua responsabilidade à frente do Comando Conjunto Central americano, que abrange um total de 27 países, da África Oriental ao Afeganistão. EFE cai/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG