Para EUA, Irã é maior patrocinador do terrorismo

Washington, 30 abr (EFE).- O Irã continua sendo o maior patrocinador do terrorismo, um artifício que este país usou durante muito tempo para promover seus interesses de segurança nacional e política externa, afirmou hoje o Governo dos Estados Unidos.

EFE |

O relatório anual do Departamento de Estado americano sobre o terrorismo no mundo indicou que os interesses do Irã "incluem a sobrevivência do regime, a hegemonia regional, a oposição à paz entre árabes e israelenses, além da rejeição à influência ocidental, especialmente no Oriente Médio".

Segundo o Governo dos EUA, o Irã assumiu uma posição de cumplicidade com ataques terroristas em diversas partes do mundo.

"O Irã é cúmplice no planejamento e apoio financeiro de ataques terroristas no Oriente Médio, Europa e Ásia Central. Isso teve um impacto direto sobre os esforços internacionais para promover a paz, e ameaçou a estabilidade econômica na região do Golfo, além de afetar o crescimento da democracia", disse o relatório.

"Os iranianos seguem lançando mão da Guarda Revolucionária Islâmica para cultivar e apoiar de maneira clandestina os grupos terroristas e islâmicos que agem no exterior", acrescentou.

O Hamas e a Jihad Islâmica Libanesa aparecem no documento como grupos que supostamente recebem apoio iraniano, assim como "alguns xiitas no Iraque e militantes islâmicos no Afeganistão".

"Apesar de uma queda substancial do número de ataques no Iraque desde agosto de 2008, a segurança nesse país continua frágil. Um dos motivos é o apoio iraniano a grupos islâmicos que atacam forças americanas, do Governo do Iraque e da coalizão".

Segundo o relatório, o Irã deu mais de US$ 200 milhões ao Hisbolá, além de ter treinado mais de 3 mil componentes deste grupo em seu território. EFE jab/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG