Para Chávez, Fórum Social Mundial ressalta importância de países emergentes

Belém (Brasil), 29 jan (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, chegou hoje a Belém e afirmou que o Fórum Social Mundial é marcado pela presença de países emergentes, enquanto o Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), reúne nações que estão morrendo devido à crise financeira.

EFE |

"O Fórum Social Mundial ocorre em meio a uma crise mundial do sistema capitalista, que está morrendo enquanto uma nova era surge.

Este evento é como um ninho de esperança, como disse o subcomandante Marcos. Fidel (Castro) disse que é a manifestação das forças emergentes que se vão se impor no mundo", disse.

"Belém reúne um conjunto de líderes de movimentos que são a manifestação do mundo novo, enquanto o mundo que morre está em Davos", acrescentou.

Chávez afirmou que o Fórum Social Mundial precisa assumir uma postura mais ofensiva no momento em que se discute uma nova ordem financeira internacional.

"O Fórum deve se organizar de maneira diferente e mudar de orientação estratégica e ideológica. É hora de sair das trincheiras, mantendo as bandeiras, fortalecendo as ideias, e lançar uma ofensiva ideológica, política e econômica no mundo", completou.

Os governantes latino-americanos foram convidados para um debate sobre a América Latina com várias organizações do fórum. A mesa-redonda acontecerá nesta quinta, em um centro de convenções com capacidade para 10 mil pessoas. EFE joc/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG