Para Brown e Obama, Otan deveria ajudar mais no Afeganistão

Londres, 25 jul (EFE).- O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, concordam quanto à necessidade de os outros membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) contribuírem mais para a missão da Aliança no Afeganistão.

EFE |

Em nota, o escritório do premiê britânico disse que Brown e Obama chegaram a essa conclusão durante uma conversa telefônica que ambos tiveram ontem para analisar a situação no país asiático.

"Eles concordaram quanto à importância de uma melhor divisão das responsabilidades civil e militar com os aliados da Otan", afirmou um porta-voz de Downing Street.

Nesse sentido, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas britânicas, Jock Stirrup, disse ontem que o Reino Unido faz "mais do que lhe cabe" no Afeganistão.

Brown e Obama também acham que "a missão no Afeganistão continua sendo crucial para a segurança nacional de Afeganistão, Estados Unidos e Reino Unido".

Os dois disseram ainda que veem "avanços" nas operações militares contra insurgentes talibãs na conflituosa província de Helmand (sul afegão), apesar do "trágico custo humano" para as tropas da Otan.

Para os dois líderes, essas operações "estão ajudando" a aumentar a "segurança tão necessária para as eleições afegãs" de 20 de agosto, acrescentou o porta-voz oficial.

Brown e Obama falaram por telefone depois que o Reino Unido anunciou a ida de mais 125 soldados ao Afeganistão. O envio é de mais militares é para compensar o aumento de mortos e feridos nas últimas semanas, disse o ministro da Defesa, Bob Ainsworth.

Segundo o ministro, o Governo britânico pretende manter no Afeganistão um contingente de aproximadamente 9.000 soldados, frente ao de 8.300 que mantinha até pouco atrás.

Segundo os dados do Ministério da Defesa do Reino Unido, 19 soldados britânicos morreram no sul afegão só no último mês. EFE pa/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG