Para brasileira da luta livre, experiência no judô será útil em Pequim

Redação Central, 5 ago (EFE). - A paulista Rosângela da Silva Conceição, representante do Brasil na luta livre em Pequim, afirmou que sua experiência no judô será útil na competição.

EFE |

Zanza, como é conhecida, já disputou os Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, mas pela equipe de judô. Além disso, a atleta também é faixa preta no jiu-jitsu.

"A experiência com essas modalidades, principalmente o judô, me deu uma vivência motora que procuro adaptar para a luta livre. Há vários golpes do judô, por exemplo, que são perfeitamente aplicáveis nas provas. Minhas vitórias são sempre obtidas com muita superação", afirmou.

Rosângela, que chegou nesta terça à capital chinesa, foi a primeira brasileira a se classificar para a modalidade na história dos Jogos Olímpicos. A vaga foi garantida no Pré-Olímpico do Canadá neste ano, mas a lutadora lembra com carinho especial da medalha de bronze conquistada nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007.

"Apesar de ter conseguido a vaga no Pré-olímpico, o Pan que fez a diferença", disse, em declarações publicadas no site oficial do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). EFE plc/rd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG