um grande escritor - Mundo - iG" /

Para Benício del Toro, Che Guevara poderia ter sido um grande escritor

Buenos Aires, 28 out (EFE).- O ator porto-riquenho Benicio del Toro, que interpretou Che Guevara no filme de Steven Soderbergh e que tem o ator Rodrigo Santoro no papel de Raúl Castro, disse que o guerrilheiro argentino teria sido um dos grandes escritores da América Latina se tivesse se dedicado à literatura.

EFE |

Em entrevista publicada hoje pelo jornal argentino "Clarín", del Toro ressaltou que para fazer o protagonista de "Che, o argentino", estudou a vida do guerrilheiro e falou com seus parentes e amigos antes de gravar o filme.

O ator também afirmou que tem vontade de continuar atuando e "talvez" de dirigir um filme, embora considere isso "tão difícil quanto fazer uma entrevista coletiva".

Del Toro disse que compartilha os ideais que Che defendia, menos o da luta armada, e que começou a conhecer a personalidade do guerrilheiro ao comprar "por acaso" um livro no México.

"Era um livro de cartas que ele tinha escrito à sua família na Argentina, à tia, da qual era muito amigo, e a seus pais. Eu o li e sua forma de escrever me comoveu muito", disse.

"Eu sempre disse que o Che, se quisesse ser escritor, teria sido um dos grandes da América Latina", acrescentou Del Toro, que também elogiou as cartas "cômicas e cheias de energia" escritas pelo guerrilheiro.

O ator porto-riquenho declarou que está de acordo com muitos dos ideais de Che, entre eles o de que "o homem não deve explorar o homem" e de que "é preciso defender os mais fracos".

"Não necessariamente estaria de acordo (com a luta armada) atualmente (...), mas talvez nos anos 60 eu fosse uma pessoa diferente, e estaria de acordo com a luta armada daquela época", destacou.

Del Toro disse que o mundo mudou de tal forma que ele vive em um país onde "pela primeira vez" há a possibilidade de se eleger um presidente negro, em alusão ao candidato presidencial democrata Barack Obama.

"Nos 60, nesse mesmo país, se alguém dissesse que o presidente seria negro, ninguém acreditaria", afirmou. EFE alm/ab/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG