Paquistão: talibãs incendeiam 100 veículos da Otan

Os talebans incendiaram nesta segunda-feira no noroeste do Paquistão cerca de 100 veículos da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), dos quais 50 caminhões usados para o abastecimento das tropas estrangeiras no Afeganistão, anunciou a polícia, um dia depois de um ataque parecido na região.

AFP |

No fim de novembro, um líder taleban paquistanês advertiu que os ataques contra as forças da Otan e sob comando americano no Afeganistão aumentariam e que os insurgentes tentariam bloquear o abastecimento destas tropas.

No terminal de contêineres perto da cidade de Peshawar, "insurgentes atearam fogo em 50 caminhões que deviam abastecer as tropas da Otan", anunciou Anwar Zeb, um oficial da polícia.


Veículos da Otan foram atacados nesta segunda-feira / AP

Segundo um guarda, 200 homens armados realizaram o ataque pela manhã lançando gasolina nos carros para incendiar os mesmos.

"Trata-se do mesmo tipo de ataque que o realizado por cerca de 200 combatentes na noite anterior", acrescentou Anwar Zeb, destacando que "assim que a polícia chegou, os criminosos fugiram".

No total, 100 veículos foram incendiados, incluindo jipes e carros-fortes, segundo a polícia, que destacou que cerca de 40 veículos foram poupados graças à intervenção rápida de bombeiros.

Domingo, 250 talebans assaltaram dois depósitos da Otan perto de Peshawar, matando um guarda e incendiando mais de 200 caminhões e outros veículos usados para abastecer os soldados da Otan no Afeganistão. Um ataque ousado e espetacular que a polícia considerou "muito bem preparado".

"Vamos intensificar os ataques contra a Otan e as forças americanas no Afeganistão e contra seus abastecimentos que saem do Paquistão", declarou no fim de novembro Hakimullah, um chefe taleban, a jornalistas rendidos na zona tribal de Orakzai, um dos redutos dos talebans no noroeste do Paquistão, na fronteira afegã.

A Otan conta com aproximadamente 53.000 soldados no Afeganistão, abastecidos essencialmente a partir do Paquistão. Os caminhões destruídos domingo estavam cheios de materiais e provisões.

O comandante-em-chefe do Exército paquistanês, o general Ashfaq Kayani, recebido por seus colegas da Otan em Bruxelas, se comprometeu em 19 de novembro a proteger o abastecimento das tropas internacionais no Afeganistão.

Leia mais sobre Taleban

    Leia tudo sobre: taleban

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG