Paquistão rejeita acusações da Índia por atentados de Mumbai

O Paquistão rejeitou nesta terça-feira categoricamente a acusação da Índia de que agências oficiais paquistanesas tiveram envolvimento nos atentados de novembro em Mumbai, além de ter afirmado que as denúncias servem apenas para aumentar as tensões regionais.

AFP |

O primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, acusou agências oficiais do Paquistão de terem apoiado os terroristas que cometeram os atentados no centro financeiro do país, além de ter afirmado que Islamabad utiliza o terrorismo como "instrumento da política de Estado".

O ministério das Relações Exteriores paquistanês divulgou um enérgico comunicado em resposta, acusando a Índia de iniciar "uma ofensiva propagandística".

"O governo do Paquistão rejeita categoricamente as infelizes alegações apresentadas hoje contra o Paquistão pelo primeiro-ministro da Índia em Nova Délhi", afirma a nota.

"Ao invés de responder positivamente a oferta paquistanesa de cooperação e de propostas construtivas, a Índia decidiu inicar uma ofensiva propagandística", acrescenta o texto.

jaf-sz-sst/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG