Paquistão quer investigar cientistas de segredos nucleares

ISLAMABAD (Reuters) - O Paquistão quer investigar um cientista que caiu em desgraça sob acusações de transferir segredos nucleares ao Iraque e ao Irã, disse um advogado do governo nesta segunda-feira. O pedido do governo paquistanês de uma permissão judicial para investigar Abdul Qadeer Khan acontece dias antes de diálogos estratégicos entre Estados Unidos e Paquistão, através dos quais Islamabad deve solicitar um acordo nuclear civil semelhante ao que a Índia tem com Washington.

Reuters |

"Basicamente queremos permissão para ver o Dr. (Abdul) Qadeer Khan e investigar o caso assim como impedi-lo de fazer qualquer divulgação e interagir com outras pessoas", disse à Reuters por telefone o advogado do governo Naveed Inayat Malik.

A solicitação foi feita depois que dois artigos foram publicados no jornal Washington Post, nos dias 10 e 14 de março, afirmando que o cientista nuclear paquistanês havia tentado ajudar o Irã e o Iraque a desenvolver armas nucleares, segundo Malik.

Pai do programa nuclear do Paquistão, Khan esteve no centro do maior escândalo de proliferação nuclear em 2004 quando ele confessou a venda de segredos nucleares ao Irã, Coreia do Norte e Líbia.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG