Paquistão quer avançar em diálogo com Índia abordando conflitos menores

Nova Délhi, 27 jun (EFE) - O ministro de Exteriores do Paquistão, Shah Mehmood Qureshi, de visita oficial a Nova Délhi, pediu hoje à Índia para avançar no diálogo conjunto abordando primeiro disputas menores, como o chamado Golfo de Sir Creek e a geleira de Siachen, na fronteira entre ambas as potências nucleares.

EFE |

"A atmosfera política em ambos os países é adequada" para avançar nas negociações, disse Qureshi em entrevista coletiva conjunta, ao lado do titular de Exteriores indiano, Pranab Mukherjee.

Após a reunião entre os dois, o chanceler paquistanês destacou na capital indiana que disputas como Sir Creek, uma faixa de água de quase 100 quilômetros que os dois países disputam há mais de 60 anos, "podem ser resolvidas" e ajudar a melhorar as relações entre as nações.

Também apostou em abordar a disputa sobre a geleira de Siachen, conhecida como o mais alto campo de batalha do mundo e em poder militar da Índia desde 1984, que foi palco de choques entre os dois Exércitos, e no impulso do comércio bilateral como formas de estender pontes entre ambas as potências.

O titular de Exteriores indiano disse estar convencido de que "as conquistas chegarão", mas insistiu na necessidade da luta "conjunta" contra o terrorismo e a cooperação econômica.

Mukherjee anunciou que a quinta rodada do diálogo conjunto que ambos os países iniciaram em 2004 ocorrerá em Nova Délhi nos dias 21 e 22 de julho, e ressaltou que as conversas serão realizadas "em uma atmosfera de amizade" e isenta de violência.

No novo encontro, serão abordados temas como a paz e a segurança do Sul da Ásia e, especialmente, a disputada região da Caxemira, segundo Mukherjee.

Qureshi também pediu ao ministro indiano para chegar o mais rápido possível a um acordo sobre o gasoduto trilateral entre ambos os dois países e o Irã.

Mukherjee também anunciou que o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, visitará em breve o Paquistão a pedido de Islamabad, mas não especificou a data. EFE amp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG