Islamabad, 5 nov (EFE).- O primeiro-ministro do Paquistão, Yousef Raza Guilani, parabenizou hoje Barack Obama por sua vitória nas presidenciais dos Estados Unidos e o convidou a promover novas oportunidades para fortalecer a relação bilateral e promover a paz e a estabilidade.

Em mensagem divulgada por seu escritório, Guilani disse que a decisão do povo americano "marca um novo capítulo na excepcional história dos Estados Unidos".

"Durante muito tempo, as idéias de democracia e liberdade expostas pelos Estados Unidos foram fonte de inspiração para milhões de pessoas no mundo todo", disse o líder paquistanês.

"Espero que sob sua dinâmica liderança, os EUA continuem sendo uma fonte de paz global e de novas idéias para a humanidade", acrescentou Guilani.

O chefe de Governo paquistanês também felicitou o futuro vice-presidente, Joseph Biden, a quem transferiu a esperança do Paquistão de que os países trabalhem de maneira "conjunta" para alcançar "uma paz, segurança, estabilidade e prosperidade duradouras na região e no mundo".

Na nota, Guilani assegurou a Biden que o Paquistão o considera um "amigo", e ressaltou que sua eleição é um "reconhecimento do povo americano" a seu "serviço e experiência".

O Paquistão é um aliado-chave dos EUA na guerra contra o terrorismo internacional, embora as últimas operações militares americanas em território paquistanês tenham prejudicado os laços fortalecidos após os atentados do 11 de Setembro.

Desde os ataques de 2001, os dois países colaboram de forma estreita para combater os insurgentes assentados em diversas regiões de conflituoso noroeste paquistanês, especialmente nas áreas tribais fronteiriças com o Afeganistão. EFE igb/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.