Paquistão obtém US$ 224 milhões para deslocados

Islamabad, 21 mai (EFE).- O Governo do Paquistão conseguiu US$ 224 milhões da comunidade internacional para ajudar as centenas de milhares de deslocados devido à operação do Exército contra os talibãs no norte do país, mas reiterou hoje sua chamada de que precisa receber pelo menos US$ 1 bilhão.

EFE |

Em entrevista coletiva em Islamabad transmitida pela imprensa paquistanesa, a vice-ministra da Economia paquistanesa, Hina Rabbani, informou que as autoridades já receberam US$ 224 milhões de ajuda externa e esperam que a ONU apresente amanhã um plano de resposta humanitária com US$ 500 milhões a US$ 600 milhões.

Rabbani fez estas declarações após uma conferência de doadores na qual o primeiro-ministro paquistanês, Yousuf Raza Gillani, pediu "uma resposta positiva e visível da comunidade internacional" para enfrentar a situação, e reiterou o compromisso de seu Governo de "acabar com a ameaça do terrorismo".

Diante de diplomatas de potências estrangeiras e representantes de agências humanitárias e organismos multilaterais, Gillani disse que é urgente delinear uma estratégia global conjunta para que os insurgentes não se aproveitem da "vulnerabilidade" dos deslocados.

A ofensiva do Exército paquistanês contra os fundamentalistas no conflituoso Vale de Swat e outros distritos do norte adjacentes já forçou o maior deslocamento de população civil da história do país desde a criação do Estado e partilha do subcontinente indiano, em 1947.

Em torno de 1,74 milhão de civis deixaram suas casas nas áreas de conflito desde o início de maio, disse hoje à Agência Efe a porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) no Paquistão, Ariane Rummery. EFE igb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG