Autoridades paquistanesas desmentiram nesta segunda-feira a prisão de um porta-voz norte-americano da Al-Qaeda, procurado nos EUA por traição, e explicaram que houve uma confusão acerca da identidade de um suspeito detido.

Alguns funcionários paquistaneses haviam informado no domingo que Adam Gadahn, um californiano convertido ao Islã, teria sido preso nos arredores de Karachi. Os EUA oferecem US$ 1 milhão pela captura dele.

Nesta segunda-feira, no entanto, um alto funcionário do governo e dois agentes de segurança afirmaram que o suposto militante preso em Karachi não era Gadahn.

"Nossa impressão inicial foi de que o homem era Adam Gadahn, mas essa informação parece agora incorreta", disse um funcionário que pediu anonimato.

As autoridades dizem que o preso é um norte-americano conhecido como Abu Yahya. Gadahn já teria usado um pseudônimo semelhante. "Provavelmente o nome e sua origem causaram a confusão", explicou o funcionário.

Leia mais sobre Al-Qaeda

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.