Paquistão e Afeganistão podem negociar com talibãs

Islamabad, 28 out (EFE).- Representantes políticos e tribais paquistaneses e afegãos decidiram hoje negociar com os talibãs e outros grupos insurgentes dos dois lados da fronteira se estes respeitarem o estado de direito, informou a emissora Geo TV.

EFE |

A decisão aconteceu durante as reuniões do Conselho Tribal, denominado "mini-jirga", que começaram nesta segunda-feira em Islamabad e contam com o apoio dos dois Governos.

O encontro tinha como objetivo revisar a situação de segurança nas áreas fronteiriças de Paquistão e Afeganistão e também discutir propostas de contato com os grupos de insurgentes.

A parte paquistanesa foi chefiada pelo governador da Província da Fronteira Noroeste (NWFP), Owais Ghani, enquanto os representantes afegãos chegaram liderados pelo ex-ministro de Relações Exteriores Abdullah Abdullah.

"Haverá conversas com a oposição para chegar à paz e a reconciliação", disse Ghani, em declarações ao canal "Dawn TV".

Outra fonte citada pelo "Geo TV" confirmou que as duas partes concordaram em negociar com os talibãs e inclusive consideraram alguns nomes para liderar os comitês de diálogo, cinco por cada uma das duas delegações.

A condição principal será de que os grupos insurgentes aceitem a primazia do estado de direito tanto no Afeganistão quanto no Paquistão, como defendeu nos últimos meses o Governo deste último país.

A proposta de dialogar com os grupos insurgentes de ambos os lados da fronteira está sendo estudada "decididamente" pelo Governo dos EUA, segundo publicou hoje o jornal americano "The Wall Street Journal". EFE igb-daa/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG