Paquistão e Afeganistão esperam estratégia antiterrorista global de Obama

Islamabad, 30 jan (EFE).- O ministro de Exteriores do Paquistão, Shah Mehmood Qureshi, expressou hoje, durante a visita a Islamabad de seu colega afegão, Rangin Dadfar Spanta, seu desejo de que o novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, adote uma estratégia integral contra o terrorismo na região.

EFE |

Segundo um comunicado do Ministério de Exteriores paquistanês, ambos os diplomatas deram as boas-vindas à nomeação de Richard Holbrooke como enviado especial dos EUA ao Paquistão e Afeganistão, zona que Obama situou como eixo prioritário na luta contra o terrorismo internacional.

Os dois titulares de Exteriores expressaram seu desejo de que Holbrooke se centre de forma "integral" na região para acabar com "a ameaça do extremismo e do terrorismo", segundo a nota.

Qureshi comemorou a "introdução de uma dimensão moral" na política externa americana e lembrou que é universalmente aceito que só com o uso da força não se pode abordar o desafio do terrorismo.

Durante sua visita, Spanta também se reuniu com o presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, que lhe agradeceu pela "hospitalidade" oferecida pelas autoridades afegãs durante sua recente viagem a Cabul.

Ambos defenderam que Afeganistão e Paquistão continuem reforçando sua cooperação no marco da luta contra o terrorismo e da colaboração política e econômica. EFE igb-amp/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG