Um total de 715 policiais tribais foram destituídos de suas funções no fim de semana por abandono do trabalho no nordeste do Paquistão após as ameaças de um grupo extremista vinculado aos talibãs.

No sábado já havia sido anunciada a demissão de 350 auxiliares da polícia recrutados no distrito tribal de Khyber, perto da fronteira com o Afeganistão.

Eles não compareceram ao trabalho na sexta-feira e receberam uma advertência de retorno aos postos em 24 horas, mas apenas 142 apareceram ao fim do prazo.

Os demitidos são 'jasadares' (auxiliares de polícia).

As ameaças, contra todos os funcionários do Estado, foram feitas por rádio por um chefe de guerra do distrito de Khyber, que se declara leal aos talibãs do Paquistão, que são vinculados à organização terrorista Al-Qaeda.

sjd/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.