Paquistão declara guerra a javalis que invadiram capital

As autoridades do Paquistão declararam guerra aos javalis, depois que os animais selvagens invadiram uma zona de segurança máxima na capital, Islamabad. Dezenas de animais já foram mortos a tiros, ou envenenados, na campanha, que está centralizada no palácio presidencial e seu entorno.

BBC Brasil |

Os javalis habitam as densas florestas em torno de Islamabad. A cidade fica em um vale no sopé dos Himalaias, o que garante a eles cobertura perfeita.

Os animais passaram a ser considerados inimigos públicos nos últimos anos, depois de terem causado sérios acidentes e danos a propriedades.

Aumento da população
"Nós começamos a campanha depois que javalis se infiltraram na zona verde em volta do palácio presidencial", disse à BBC Raja Mohammad Javed, diretor da autoridade de Desenvolvimento da Capital.

"Até agora já foram mortos 18, só nos campos do palácio presidencial."
"A população realmente cresceu, e também há muitos javalis na residência do primeiro-ministro", disse Javed.

Mas, por enquanto, a campanha está centralizada na residência do presidente.

Segundo as autoridades, os moradores de Islamabad são responsáveis pelo aumento da população de javalis, por jogarem lixo em terrenos baldios, atraindo os animais.

"Nós contratamos caçadores para matar os javalis, e eles são acionados cada vez que recebemos uma queixa", disse Javed.

Segundo o diretor da autoridade de Desenvolvimento da Capital, também foram emitidas licenças especiais de caça para alguns cidadãos afetados e diplomatas estrangeiros.

As autoridades disseram que não há uma estimativa de quantos javalis vivem na capital e arredores.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG