O Paquistão condenou energicamente os atentados cometidos em Mumbai na quarta-feira, que mataram mais de 100 pessoas, e defendeu a aplicação de medidas duras para limpar a região de extremistas.

O presidente Asif Ali Zardari destacou a "necessidade de adotar medidas estritas para erradicar o terrorismo e o extremismo da região", segundo a agência Associated Press of Pakistan.

Em um comunicado, o primeiro-ministro Yusuf Raza Gilani condenou "energicamente os ataques terroristas", segundo a mesma agência.

O presidente afirmou que o assassinato de pessoas inocentes é um "ato desprezível". Ele acrescentou que "o extremismo em todas as formas e manifestações deve ser eliminado, e todos os países devem colaborar entre si neste sentido".

sz-jaf/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.