Paquistão começa a emitir carteiras de identidade para transexuais

Corte Suprema ordenou no ano passado a criação de um item nas carteiras de identidade destinado ao que chamam de 'terceiro sexo'

iG São Paulo |

O governo do Paquistão começou a emitir carteiras de identidade para transexuais, conhecidos no sul da Ásia como pertencentes ao "terceiro sexo", informou nesta quinta-feira uma fonte oficial. O registro civil do Paquistão (NADRA, na sigla em inglês) "já iniciou o processo" na cidade de Lahore e vai ampliá-lo a todo o país, segundo revelou um funcionário do órgão.

Leia também:
- Paquistão reconhece oficialmente transexuais

- Irmãs transexuais abrem churrascaria contra preconceito

O NADRA está recebendo solicitações dos 'hijra', ou transexuais, desde que a Corte Suprema ordenou no ano passado a criação de um item nas carteiras de identidade destinado ao "terceiro sexo".

Os interessados podem modificar o atual documento ou solicitar um novo. Para isso, não é necessário que apresentem exames médicos nem deem nenhuma outra explicação às autoridades.

Essa medida promovida pelo Supremo permitirá que os 'hijra' do país votem nas próximas eleições gerais de 2013, embora os analistas apostem na antecipação do pleito.

Uma das ativistas da luta pelos direitos dos 'hijra' é a presidente da Associação pelos Direitos dos Transexuais do Paquistão, conhecida como Miss Bobby. Em entrevista a EFE em abril, após a decisão judicial, Bobby elogiou o chefe do Supremo, Iftikhar Chaudhry, com quem disse manter uma relação de amizade.

O "terceiro sexo" reúne homens que usam roupas e têm comportamentos femininos, mas que não fizeram cirurgia, outros que decidem operar após assumirem sua feminilidade e pessoas que têm desordens genéticas e nascem com órgãos genitais mistos.

Apesar do gesto do Supremo, os 'hijra' continuam carregando um estigma social e muitos deles se veem obrigados a pedir esmolas nas estradas, ameaçando os motoristas com mau olhado, um poder atribuído a eles pelas sociedades do sul da Ásia.

Isso levou inclusive as autoridades a contratarem transexuais para cobrar impostos de inadimplentes em alguns bairros.

Com EFE

    Leia tudo sobre: transexuaispaquistãoterceiro sexoidentidade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG