O Paquistão anunciou nesta sexta-feira que aumentou em mais de 10 vezes a recompensa pelo chefe do Taleban na região tribal do Vale do Swat, perto da fronteira afegã.


O governo do país prometeu pagar US$ 600 mil pelo clérigo Maulana Fazlullah, vivo ou morto. Outros 21 líderes do grupo também estão com a cabeça a prêmio.

O chefe do Taleban no Paquistão, Baitullah Mehsud, já tinha uma recompensa de US$ 5 milhões.

Ataques

Analistas dizem que Maulana Fazlullah é o arquiteto da insurgência no vale do Swat, que já dura dois anos.

O Exército paquistanês vem aumentando desde a semana passada a intensidade da operação contra o Talebã na região. Segundo os militares do país, 28 militantes teriam sido mortos nas últimas 24 horas.

Na quarta-feira, pelo menos 24 pessoas morreram em um ataque a alvos militares na cidade de Lahore. O Taleban assumiu a autoria do ocorrido, dizendo ser represália contra as operações em Swat, e prometeu novos ataques.

Na quinta-feira, pelo menos 10 pessoas foram mortas em ataques na cidade de Peshawar. Depois do ocorrido, o governo local proibiu aglomerações públicas.

Leia também:


Leia mais sobre Taleban

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.