Paquistão: ao menos 30 mortos em atentado contra funeral xiita

Ao menos 30 pessoas foram mortas nesta sexta-feira no noroeste do Paquistão em um atentado suicida durante o funeral de um líder xiita assassinado, em um reduto de talibãs ligados à Al-Qaeda, indicaram a polícia e fontes hospitalares.

AFP |

O atentado aconteceu em frente à mesquita em Dera Ismaïl Khan, uma cidade da província da Fronteira do Noroeste (NWFP) onde os xiitas são frequentemente alvo das violências cometidas por grupos de talibãs paquistaneses sunitas.

"Trinta pessoas foram mortas e 65 outras, feridas", declarou à AFP um oficial da polícia, Saadullah Khan. O balanço anterior era de 20 mortos.

O Exército foi enviado à cidade e um toque de recolher foi imediatamente decretado depois que o atentado provocou tumultos: os homens que participavam dos funerais, quase todos armados conforme a tradição nesta região, começaram a atirar para todos os lados, afirmou um responsável da Polícia.

Outros começaram a lançar pedras contra os carros que passavam, saquear lojas ou incendiar ônibus, contou uma testemunha à AFP, por telefone.

"O toque de recolher foi instaurado", confirmou o chefe da administração do distrito, Syed Mohsin Shah. "Os militares foram chamados para reforçar o policiamento local", acrescentou.

O atentado foi contra uma procissão para os funerais de Sher Zaman, um religioso xiita assassinado por homens de moto na quinta-feira.

str-mmg/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG