Paquistanês mata filha que queria pôr fim a casamento arranjado

Washington, 8 jul (EFE).- Um paquistanês foi acusado hoje no estado da Geórgia (Estados Unidos) do assassinato da filha de 25 anos que queria pôr fim a seu casamento arranjado, informa hoje a edição digital do jornal Atlanta Journal-Constitution.

EFE |

Chaudhry Rashid, de 54 anos e que morava em Atlanta (Estados Unidos), foi notificado hoje de que era acusado da morte de Sandeela Kanwal. A primeira audiência está prevista para 24 de julho.

Rashid foi detido no domingo depois que sua esposa, alertada pelos gritos, chamou a Polícia de madrugada.

As autoridades encontraram o corpo de Kanwal em um dos quartos da residência.

A mulher de Rashid afirmou que a filha tinha se casado recentemente no Paquistão, mas admitiu que a união tinha sido arranjada. O marido da jovem vive em Chicago (Illinois), segundo a Polícia, embora Kanwal continuasse vivendo na casa do pai.

"A vítima não estava interessada em se casar nem em continuar ligada a seu marido", explica o relatório policial, citando informações da esposa de Rashid. "Isto estava causando muito atrito entre a vítima e seu pai".

Segundo o relatório, quando a Polícia encontrou o acusado, esse disse: "Minha filha está morta". Mas quando perguntaram como isso aconteceu, não respondeu e simplesmente olhou para o chão.

As autoridades encontraram marcas de ataduras no corpo de Kanwal, além de ferros e cordas perto da entrada do quarto.

"Aparentemente, ela e seu pai tinham discutido sobre o casamento e o fato de esse ter sido arranjado, mas em algum momento ele acabou matando a filha", disse Tim Owens, porta-voz da Polícia do condado de Clayton.

No Paquistão, as mulheres sofrem discriminação por serem consideradas inferiores aos homens, cuja honra depende das ações delas.

Por isso, o crime é mais um dos chamados "assassinatos de honra", nos quais uma mulher é assassinada pela "conduta imoral". EFE mg/bm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG