Papai Noel quer perder a barriga para poder passar pela chaminé

Cerca de 150 pessoas do mundo inteiro que trabalham como Papai Noel se reuniram nesta segunda-feira para o 51º Congresso mundial da categoria perto de Copenhague, para debater a data do Ano Novo e o fim do barrigão.

AFP |

"Mais uma vez a data constitui uma verdadeira dor de cabeça para todo Papai Noel: a maioria defende o 24 de dezembro, mas alguns querem o 25 como data sagrada, ou ainda o 6 de janeiro, para o Noel ortodoxo russo", explicou à AFP Jens Peder Tornvig, porta-voz do congresso anual que acontece em Bakken, um parque de diversões ao norte de Copenhague.

Mas o tema "mais urgente" das discussões foi "a saúde do Papai Noel, que é muito barrigudo e tem dificuldade de passar pela chaminé".

Os congressistas decidiram "não fazer um regime, que acabaria com seu bom humor, mas fazer uma série de exercícios para ficar em forma até dezembro", segundo Tornvig.

Na manhã de terça-feira, após uma volta de vários quilômetros de bicicleta e um desfile a pé pelas ruas de Copenhague, os congressistas darão um mergulho no porto para verificar a qualidade da água, antes de bater um recorde: dançar o houla-hoop com o maior número possível de Papais Noéis.

Mais uma vez, o Papai Noel finlandês, o único a contestar o caráter original do Papai Noel da Groenlândia, faltou ao Congresso.

"Queira ou não, Kalaallit Nunaat, o único Papai Noel, figura mítica, reconhecido por todos ou quase todos, mora nas geleiras da Groenlândia. Ponto final, é isso", concluiu o porta-voz do Congresso, que termina quarta-feira.

sa/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG