Cidade do Vaticano, 20 abr (EFE).- O papa visitará um acampamento de desabrigados pelo terremoto que atingiu a região de Abruzzo, sobrevoará várias cidades afetadas e oficiará uma missa na basílica de Collemaggio de LAquila, durante a visita que fará em 28 de abril às localidades, informou hoje o Vaticano.

A Santa Sé divulgou hoje o programa da viagem, que durará quatro horas.

Bento XVI partirá de helicóptero às 9h (4h de Brasília) do Vaticano com destino a Onna, o local mais afetado pelo terremoto que, em 6 de abril, atingiu o centro da Itália e deixou 295 mortos e milhares de desabrigados.

No local, o pontífice visitará um acampamento de desabrigados e rezará pelas vítimas, e, posteriormente, irá de carro a L'Aquila, capital de Abruzzo, também muito afetada pelo terremoto, que teve 5,8 graus na escala Richter Em L'Aquila, visitará a basílica de Santa Maria de Collemaggio, onde são guardados os restos do papa Celestino V. A urna não foi danificada, apesar de parte do teto do templo ter desabado sobre a mesma.

Após venerar os restos de Celestino V, irá à Casa do Estudante, sob cujos escombros vários jovens foram sepultados, e se encontrará com estudantes.

Em Coppito, após se reunir com o prefeito de L'Aquila, Massimo Cialente; o arcebispo local, Giuseppe Molinari; párocos, membros das equipes de resgate e moradores, o papa fará um discurso, rezará e oficiará a Regina Coeli, a oração do meio-dia que substitui o Ângelus no Tempo Pascal.

Pouco depois, sobrevoará algumas das regiões mais afetadas pelo terremoto e, à 13h (8h de Brasília), voltará ao Vaticano. EFE jl/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.