Papa visita zona pobre do sul da Itália

O Papa Bento XVI elogiou neste sábado a influência social positiva da Igreja, ao iniciar, em Santa Maria di Leuca, uma viagem de dois dias a Pulla, região desamparada do sul da Itália.

AFP |

"Aqui, como em todo o sul da Itália, as comunidades eclesiásticas são lugares, onde as jovens gerações podem aprender a esperança, não como uma utopia, mas como a confiança tenaz na força do bem", declarou o Sumo Pontífice.

Bento XVI celebrou uma missa ao ar livre, diante de milhares de fiéis, no santuário dedicado à Virgem, frente ao mar, no extremo do "salto da bota" italiana.

Segundo a tradição cristã, foi nesse local que São Pedro, discípulo de Jesus, desembarcou para começar a evangelização de Roma e da Europa.

"Esse promontório situado entre a Europa e o Mediterrâneo, entre Ocidente e Oriente, lembra-nos que a Igreja não tem fronteiras, que é universal", declarou.

"As fronteiras geográficas, culturais, étnicas e até fronteiras religiosas são, para a Igreja, um convite à evangelização", acrescentou o Papa.

O bispo local, monsenhor Vito De Grisantis, recebeu o Papa, destacando "a necessidade de um rápido desenvolvimento social, civil e econômico" da região, "principalmente, em favor das famílias e dos jovens, para os quais o problema do desemprego é sempre mais dramático".

nou/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG