Papa vai à República Tcheca sob fortes medidas de segurança

Praga - O papa Bento 16 chegou neste sábado a Praga, onde inicia uma visita pastoral de três dias à República Tcheca, no que constitui sua décimo terceira viagem desde que foi eleito líder da igreja católica em 2005.

EFE |

A visita do papa Bento 16 à República Tcheca está acompanhada de medidas de segurança mais estritas que as de abril passado, quando visitou o país o presidente americano, Barack Obama.

O exército está envolvido na proteção do Pontífice durante seus três dias de estadia.

Na capital se desdobram 21 soldados com dois carros blindados, e no domingo, para a missa em Brno, operarão 390 soldados com mais de 23 veículos do Exército, segundo informou o Ministério da Defesa.

Segunda-feira, durante a celebração do patrono do país, São Venceslau, em Stara Boleslav, a 20 quilômetros de Praga, as forças armadas tchecas destinarão 416 efetivos e 29 veículos.

Aos soldados e Polícia militar se acrescentarão, além disso, outros efetivos da Polícia nacional em Brno, onde terá lugar o maior encontro, e em Stara Boleslav, onde o Papa realizará outra missa e falará aos jovens.

A aeronáutica proporcionará seu avião especial Airbus A-319 para os deslocamentos dentro do país centro-europeu e levará o pontífice outra vez a Roma na segunda-feira.

Dezenas de policiais e franco-atiradores aguardavam hoje a chegada de Bento 16 ao aeroporto internacional de Ruzyne.

O avião do pontífice, um Airbus da companhia italiana Alitalia, aterrissou às 11h25 hora local (6h25 de Brasília).

Leia mais sobre: papa

    Leia tudo sobre: bento 16paparepública tcheca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG