Papa se diz preocupado com conflitos em Darfur, Burundi e Somália

Cidade do Vaticano, 27 abr (EFE).- O papa Bento XVI expressou hoje sua preocupação e sofrimento pelos bombardeios e confrontos armados na Somália e no Burundi, razão pela qual fez um apelo para que ninguém se esqueça de casos como o de Darfur, onde uma tragédia sem fim para centenas de milhares de pessoas tem continuidade.

EFE |

O pontífice fez estas manifestações diante de milhares de pessoas que se reuniram na Praça de São Pedro para a reza do "Regina Coeli", a oração que substitui o "Ângelus" na época da Páscoa.

Bento XVI também expressou o medo de que uma guerra civil comece no Burundi.

O pontífice aproveitou para pedir às autoridades políticas locais e à comunidade internacional que não economizem esforços para conseguir um cessar-fogo e o cumprimento dos compromissos assumidos, "de modo que os pilares para a paz e o desenvolvimento possam se firmar ". EFE JL/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG