Papa reza por mortos em guerras e pede um mundo de justiça e paz

Cidade do Vaticano, 24 mai (EFE).- O papa Bento XVI pediu hoje por todos os mortos de todas as guerras e de todas as nações, e apelou a todas as pessoas para que preparem para as novas gerações um mundo onde reine a justiça e a paz.

EFE |

O Pontífice, de 82 anos, fez estas manifestações no cemitério polonês da abadia de Montecassino, no sul da Itália, onde homenageou os soldados da Polônia mortos na sangrenta batalha que, no primeiro semestre de 1944, abriu caminho para os aliados voltarem a Roma.

Diante dos túmulos de 1,1 mil soldados poloneses que perderam a vida nos confrontos com o Exército nazista, o papa pediu a Deus que acolha os mortos nas guerras que ensangüentaram a terra e que dê paz a todos aqueles que continuam sofrendo por conflitos fratricidas.

"Dai a todos aqueles que ainda sofrem por guerras fratricidas a força da esperança invencível, a coragem da paz e a confiança na civilização do amor. Que os homens de nosso tempo compreendam que a paz é o tesouro mais prezado e preparem para as novas gerações um mundo em que reinem a justiça e a paz", pediu Bento XVI.

O Pontífice também convidou os cristãos a serem construtores da paz e servidores da vida.

A reza no cemitério polonês foi o último ato da visita do papa à localidade de Cassino e à abadia de Montecassino. Na última hora da tarde (hora local), Bento XVI voltou ao Vaticano. EFE JL/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG