Papa reza pelas vítimas dos furacões que castigam o Haiti

O Papa Bento XVI se declarou próximo de toda a nação haitiana neste domingo, durante sua breve visita a Cagliari, ilha italiana de Sardenha, e rezou pelas vítimas dos furacões que castigam o Haiti neste temporada.

AFP |

Os furacões já deixaram 577 mortos e afetaram dezenas de milhares de pessoas nos últimos dias no Haiti.

"Diante do olhar de Maria, quero lembrar a querida população do Haiti, duramente colocada à prova nestes últimos dias pela passagem de furacões", declarou o Papa na Missa do Angelus em Cagliari, onde o Pontífice comemora hoje o centenário da padroeira desta ilha.

"Rogo pelas inúmeras vítimas e pelos sem teto", acrescentou o Papa, a dezenas de milhares de fiéis reunidos em frente à basílica.

"Eu me sinto próximo de toda a nação haitiana e espero que a ajuda necessária chegue o mais rapidamente possível", acrescentou.

Segundo o Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU, mais de 500 pessoas morreram durante a passagem de Hanna. Os números continuam aumentando de hora em hora. Há oito dias, o furacão Gustav já havia deixado 77 mortos no país. Agora, o território está ameaçado pela passagem de Ike.

ma/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG