Papa recebe Sarkozy após críticas sobre expulsão de ciganos

Segundo comunicado do Vaticano, que não menciona polêmica sobre ciganos, líderes falaram sobre processo de paz e cristãos no mundo

iG São Paulo |

O papa Bento 16 recebeu nesta sexta-feira no Vaticano o presidente da França, Nicolas Sarkozy, com quem conversou por meia hora. O encontro acontece em meio a críticas e polêmica após duras críticas - da Igreja Católica e do próprio pontífice - sobre a política de deportação de ciganos da França.

AFP
Pontífice e presidente francês conversaram por cerca de 30 minutos
O pontífice e Sarkozy falaram a sós, em francês, durante 33 minutos. De acordo com o comunicado do Vaticano, que não menciona em momento algum o tema dos ciganos, "durante a cordial conversa foram abordados temas de política internacional, assim como o processo de paz no Oriente Médio, a situação dos cristãos em vários países e a ampliação da representatividade das áreas do mundo nos organismos multilaterais".
Encontro

Essa é a terceira vez que o presidente francês se encontra com Bento 16, após a visita oficial à Santa Sé do dia 20 de março de 2007 e a viagem do papa à França em setembro de 2008, onde visitou Paris e o santuário de Lourdes.

Sarkozy chegou ao Vaticano poucos depois das 11h (horário local). Ele presenteou o papa com a coleção de livros de René de Chateaubriand (1768-1848), enquanto Bento 16 lhe correspondeu com uma reprodução em cerâmica da basílica de São Pedro do Vaticano e de um quadro da Praça de São Pedro.

*Com AFP e EFE

    Leia tudo sobre: sarkozypapabento 16françaciganosvaticano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG