Papa recebe Ingrid Betancourt em Castelgandolfo

O Papa Bento XVI recebeu nesta segunda-feira em audiência privada a ex-refém franco-colombiana Ingrid Betancourt, em sua residência de verão de Castelgandolfo, nos arredores de Roma,

AFP |

Betancourt chegou acompanhada de sua mãe, Yolanda Pulecio, que já havia sido recebida pelo Pontífice em fevereiro. Na ocasião Yolanda pediu ao Papa que rezasse pelos reféns na Colômbia.

A audiência com o Papa durou 20 minutos e foi de caráter "estritamente privado", seguindo os protocolos do Vaticano. Portanto, os jornalistas não puderam entrar.

Católica fervorosa, Ingrid Betancourt havia manifestado o desejo de ver o Papa ao ser libertada, no dia 2 de julho, após seis anos de cativeiro das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

Antes do encontro com o Papa, o prefeito da pequena cidade de Castelgandolfo, Maurizio Colacchi, fez questão de cumprimentar a ex-refém na praça da entrada do palácio.

Betancourt, que chegou domingo à noite a Roma, deve conceder uma entrevista à imprensa mais tarde nesta segunda-feira.

Ela ficará na Itália até dia 3 de setembro. Terça-feira, será recebida pelo presidente da República, Giorgio Napolitano, o chanceler Franco Frattini e o presidente da Câmara dos Deputados, Gianfranco Fini.

Betancourt viajará depois à Florença (centro da Itália), onde receberá a cidadania de honra dessa cidade dirigida pela esquerda.

Domingo à noite, visitou a sede da comunidade católica de São Egídio, que se mobilizou por sua libertação, e jantou com o ex-prefeito de Roma Walter Veltroni, que organizou inúmeras manifestações de solidariedade e atos simbólicos para pedir sua libertação.

kv/lm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG