Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Papa quer retomar diálogo com comunidade judaica

O papa Bento XVI terá dois encontros com a comunidade judaica em sua visita de seis dias aos Estados Unidos, em Washington e em Nova York, na esperança de encerrar a controvérsia provocada por uma oração cristã que cita a conversão dos judeus.

AFP |

Nesta quinta-feira, o papa se encontra com altos representantes da comunidade judaica após uma reunião prevista com membros de outras religiões: hindu, budista, muçulmana e sikh, no Centro cultural João Paulo II em Washington.

No dia seguinte, em Nova York, véspera das celebrações da Páscoa judaica, Bento XVI irá realizar uma curta visita de 20 minutos à Park East Synagogue, sendo a segunda vez em seu pontificado que o papa alemão visita um templo judaico.

O papa "vai enviar uma mensagem de boa vontade para a comunidade judaica que se prepara para celebrar a sua Páscoa", indicou Monsenhor David Malloy, coordenador americano da visita.

Mas esses dois novos encontros aparecem também como um exercício de relações públicas, já que as relações entre a Igreja católica e as outras religiões estiveram balançadas desde a eleição de Bento XVI.

"Houve bons momentos, mas também momentos mais difíceis, principalmente durante a recente controvérsia sobre a oração da Sexta-feira Santa", disse o especialista em Vaticano John Allen.

Bento XVI decidiu, no início de fevereiro, não alterar uma oração que pedia a "conversão dos judeus", rezada na missa em latim da Sexta-feira Santa.

A nova versão da oração, que não tem o termo de "povo cego", pede a Deus que "ilumine o coração dos judeus" para que "conheçam Jesus Cristo" e "que toda Israel seja salva e possa entrar na multidão das pessoas da sua Igreja".

A comunidade judaica, bastante numerosa em vários países, exprimiu surpresa e indignação em relação à oração.

A Igreja defendeu-se de querer converter os judeus e pediu um diálogo "sincero" e "respeito recíproco" entre as duas religiões, de acordo com o cardeal Walter Kasper, presidente da Comissão de Relações Religiosas com os Judeus.

vmt/fb/sd

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG